O que é vida?

A vida constitui apenas uma parte ínfima do universo conhecido, habitando uma fina camada de um planeta marginal. A singularidade do fenômeno, porém, é perturbadora. A vida faz parte dos chamados ‘sistemas complexos’, para os quais o tempo é irreversível e construtivo – ou seja, pode-se reconstruir a história da evolução dos seres vivos e … Mais O que é vida?

Conhecimento é caminho: da metáfora ao mecanismo gerativo.

Este ensaio aborda o fenômeno do conhecimento em duas dimensões: definição conceitual e mecanismo gerativo pelo qual o referido fenômeno é produzido. Para conceituar, fizemos distinções entre cognição, informação e conhecimento a partir de vários sentidos encontrados nos dicionários. Para propor o mecanismo gerativo, fizemos uso da metáfora – conhecimento é caminho – e concluímos … Mais Conhecimento é caminho: da metáfora ao mecanismo gerativo.

Mendel e seus abismos

Confira o artigo escrito pelo biólogo, pesquisador e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF), Luiz Antonio Botelho de Andrade, no volume 11 da Revista Genética na Escola. Disponível em: https://labaciencias.files.wordpress.com/2018/04/revista-genecc81tica-na-escola-volume-11-nucc81mero-2-suplemento.pdf Revista Genética na Escola – volume 11 número 2 suplemento

O conhecer e o conhecimento: comentários sobre o viver e o tempo.

Resumo Com base nas idéias de Humberto Maturana e Francisco Varela, é mantido que todos os organismos vivos são sistemas cognitivos e, portanto, capazes de conhecer o mundo em que vivem. No entanto, nem todos os organismos são capazes de fazer uma referência à história, utilizando os recursos da linguagem. A esta atividade denominamos conhecimento, … Mais O conhecer e o conhecimento: comentários sobre o viver e o tempo.

Metálogo: Vida, Cotidiano e Linguagem.

INTRODUÇÃO Os avanços da Biologia moderna nos abrem horizontes tecnológicos há pouco tempo inimagináveis mas nos impõem, ao mesmo tempo, tremendos desafios éticos. Assim, a título de exemplos, assistimos hoje a invasão dos transgênicos e a possibilidade técnica de se realizar a clonagem humana. Cônscios de que a ciência e a tecnologia nem sempre avançam … Mais Metálogo: Vida, Cotidiano e Linguagem.

Corporeidade, cognição e linguagem.

Neste ensaio, propomos uma articulação entre os conceitos de corporeidade, cognição e linguagem, a partir de uma abordagem sistêmica tendo como principal referencial teórico as coerências explicativas da escola chilena da Biologia do Conhecer. Para tanto, tomamos como centrais as distinções entre o domínio da fisiologia e do comportamento, entre conhecer e conhecimento, propondo um … Mais Corporeidade, cognição e linguagem.

Dialética, Diálogo e Conversa: consonâncias e dissonâncias epistemológicas entre Freire e Maturana

Neste ensaio as contribuições de Paulo Freire e Humberto Maturana são abordadas e comparadas ressaltando as consonâncias e as dissonâncias entre ambos e as conseqüências decorrentes disso para educação. Para tanto, foram utilizadas as categorias dialética, diálogo e conversa com as quais são analisadas as questões do conhecimento, da autonomia do sujeito, a relação com … Mais Dialética, Diálogo e Conversa: consonâncias e dissonâncias epistemológicas entre Freire e Maturana